(318)
Última edição
Última Edição
» Matéria de Capa
Ponto de Vista
Destaque
Dicionário do Setor
Internacional
 
Você está em:

SuperHiper

Consumidores seguem cautelosos 06/06/2018 16:46:50

 

 
Pelo 10o ano consecutivo, SuperHiper publica, com exclusividade, o estudo Consumidores e Categorias, desenvolvido pela Kantar Worldpanel. O levantamento traz, sob a ótica do consumidor, importantes dados relacionados ao consumo de dezenas de categorias, majoritariamente de alto giro.

 

Nesta edição, em específico, são 65 itens, pertencentes às cestas de mercearia seca, refrigerados, mercearia líquida, limpeza e higiene e beleza. O grande objetivo do estudo, portanto, é auxiliar o supermercadista a compreender o desempenho de produtos que não podem faltar nas lojas do setor e o perfil de quem os compra. Os dados, em questão, referem-se às vendas realizadas ao longo de 2017.

 

Quando se analisa categoria por categoria, é possível observar uma oscilação em relação ao desempenho nas vendas. Como é de se esperar, algumas cresceram e outras apresentaram retração em seus índices de consumo.

 

Já a análise consolidada de toda a cesta monitorada pela Kantar Worldpanel, nota-se que o consumidor brasileiro ainda está cauteloso. A cesta monitorada demandou, por parte do shopper, um gasto médio de R$ 4.251 ao longo do ano. A referida quantia é 9,3% inferior ao desembolso registrado em 2016, que foi de R$ 4.687. O valor do tíquete médio, consequentemente, acompanhou o mesmo ritmo, passando de R$ 38 para R$ 37, o que corresponde a uma retração de -2,6%.

 

Este desembolso por compra provém de 116 idas do consumidor aos pontos de venda, seis vezes a menos que no ano anterior. Com relação ao perfil básico do cliente que vai até a loja fazer as compras, o famoso shopper, nota-se que os integrantes da classe C continuam puxando o consumo brasileiro.

 

Esta faixa socioeconômica respondeu por 48% das vendas das categorias analisadas neste estudo. Na comparação com o ano anterior, houve variação positiva de 1 ponto percentual, igualmente ao que aconteceu na comparação 2016/2015. Na sequência, a classe A/B registrou 27% de participação no consumo (queda de 1 p.p.) e a classe D/E teve a mesma retração, passando a responder por uma fatia de 25%.

 

No foco dos shoppers, a principal motivação para ir aos pontos de venda foi o abastecimento da despensa, missão que representou 50% das vendas — alta de 19% nesta motivação, o que sinaliza maior planejamento por parte das famílias e justifica a queda na frequência de compras. Tais comercializações se concentraram, principalmente, no canal supermercado, que respondeu por 48% dos desembolsos, ante os 42% do estudo anterior.

 

Ou seja, o formato se recuperou em 2017. Já o hipermercado avançou 1 p.p., ficando com 6% das comercializações, e o atacarejo subiu 2 p.p., passando a exercer uma representatividade de 10%.

 

O consumo nas regiões

O gasto médio da cesta monitorada pela Kantar Worldpanel, como antecipado no início desta análise, recuou 9,3% em 2017. Isso é reflexo da queda do índice em todas as áreas pesquisadas pela empresa. Todas caíram, mas as porcentagens mais acentuadas, acima de dois dígitos, foram observadas no Nordeste e Grande Rio de Janeiro, ambas com retração de 10%, e na região que engloba Minas Gerais, Espírito Santo e Interior do Rio de Janeiro (Leste + IRJ), que apresentou queda de 12%. As menores quedas foram verificadas no Norte (-6,4%) e Sul (-6,2%). Veja a tabela completa, que também reúne dados de frequência de compras, canais de vendas e missão de compra.

 


Clique aqui e leia a matéria na íntegra

 



 

Últimas

» Startups miram o varejo alimentar 25 de Julho 2018, 10h19
» Os resultados e os planos do varejo de vizinhança 26 de Junho 2018, 17h25
» Consumidores seguem cautelosos 06 de Junho 2018, 16h46
» Ano da virada nas vendas e nas expectativas 09 de Maio 2018, 16h17
» A caminho do crescimento 09 de Abril 2018, 09h28
» “Eu estava lá quando tudo começou” 08 de Março 2018, 17h36
» Aberta mais uma temporada de conquistas 31 de Janeiro 2018, 11h02
» Os motores da economia voltam a funcionar 08 de Janeiro 2018, 15h17
» Fator humano capital para o sucesso do negócio 12 de Dezembro 2017, 10h58
» Conhecimento para mudar a realidade 09 de Novembro 2017, 15h27

Ver mais »