(318)
Última edição
Última Edição
Matéria de Capa
Ponto de Vista
Destaque
Internacional
 
Você está em:

SuperHiper

Um jantar com muita história para contar 27/12/2016 15:59:57

Solenidade de abertura da 50a Convenção Abras congregou, também, o Dia Nacional do Supermercado e marcou a despedida de Fernando Yamada da presidência da entidade e o anúncio do novo presidente, João Sanzovo Neto, cujo mandato se inicia em janeiro de 2017

 

 

 
Com meio século de história, a Convenção Abras 2016, que teve como tema “Simplificação”, foi marcada por uma série de ineditismos, a começar pela solenidade de abertura, realizada no dia 8 de novembro e, pela primeira vez, em comunhão com o Jantar do Dia Nacional do Supermercado, data que marca a criação da Abras e a regularização da atividade supermercadista no País, o que aconteceu 48 anos atrás. Estiveram presentes, à 50a Convenção Abras, 900 pessoas, entre profissionais do setor supermercadista, das empresas fornecedoras e organizadores.

 

 A maioria dessas pessoas participou da solenidade de abertura. Por causa da junção com o Jantar do Dia Nacional, neste ano, a solenidade contou também com as tradicionais premiações conferidas a personalidades públicas e profissionais de segmentos parceiros, além de muitas homenagens a figuras históricas do setor. O evento ainda teve tom de despedida ao atual presidente da Abras, Fernando Yamada, que, depois de dois mandatos, quatro anos ao todo, passará o comando da entidade para o ex-presidente da Associação Paulista de Supermercados (Apas) e sócio da rede Jaú Serve, João Sanzovo Neto.

 

Yamada deu início à solenidade destacando e agradecendo à presença de figuras ilustres do setor empresarial e do cenário público, como ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Marcos Pereira, o prefeito eleito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando, e o deputado federal Rogério Marinho, além de representantes da União Nacional das Entidades de Comércio e Serviços (Unecs).

 

Um pouco da história

 

Em sua apresentação, Yamada contou, de forma breve, a história da Abras, que se confunde com a da Convenção. Afinal, a entidade nasceu do evento, mais precisamente três anos depois da primeira edição em meados da década de 1960. Passando por todos os presidentes, Yamada destacou os feitos de cada um deles. “A grandeza do setor supermercadista passa pelo sistema Abras, que começou com a Convenção. Esse sistema tem a força que tem por causa de todos os homens que ajudaram a escrever sua história, desde o princípio. Quem preside a Abras precisa entender que está dando continuidade a um trabalho feito a muitas mãos e ao longo de muito tempo”, disse Yamada.

 

Da sua gestão, o presidente enfatizou ações como a evolução do Programa de Monitoramento e Rastreamento de Alimentos (Rama), o desenvolvimento de uma estrutura de logística reversa que contemple toda a cadeia e atenda as exigências da lei sobre o descarte de resíduos sólidos, lembrou o trabalho feito para estimular o consumo de vinhos nacionais nas lojas do segmento, sem falar do trabalho na esfera política interinstitucional e governamental, como a criação da Unecs e da Frente Parlamentar em Defesa do Comércio, Serviços e Empreendedorismo (Frente CSE).

 

Sobre o trabalho da entidade em Brasília, feito em parceria com outras entidades do setor, o que inclui não apenas a Unecs, mas também a Confederação Nacional do Comércio (CNC), Yamada falou de reunião recente com o presidente Michel Temer, em que pediu à autoridade esforço para que se aprove, no Congresso, pautas como a regulamentação da terceirização e do trabalho intermitente. “Precisamos modernizar nossa legislação trabalhista, acompanhando as tendências globais. Além disso, outra causa importantíssima que levamos ao Planalto, é o reconhecimento, pelo estado, do supermercadismo como atividade essencial à população.

 

Não há dúvida de que nossa atividade é essencial, mas ainda não temos esse reconhecimento, nem esse tratamento pelo estado.” Antes de passar a palavra ao deputado estadual e prefeito eleito de São Bernardo, Orlando Morando, Yamada falou de seu sucessor na presidência da Abras, João Sanzovo, e enalteceu a capacidade de gestão e política do futuro presidente, que foi eleito por unanimidade em assembleia realizada no dia 7 de novembro de 2016 e cujo mandato passa a valer a partir de janeiro de 2017 e irá até o final de 2018.

 

Leia a matéria na íntegra na edição de dezembro da revista SuperHiper.

 

 



 

Últimas

» Um jantar com muita história para contar 27 de Dezembro 2016, 15h59
» Ao cliente, com carinho e exclusividade 23 de Novembro 2016, 15h15
» Trabalho em conjunto dribla adversidades 21 de Outubro 2016, 11h53
» A prevenção de perdas traduzida em ganhos 28 de Setembro 2016, 14h53
» Um novo varejo para um novo consumidor 01 de Setembro 2016, 14h53
» Qual é a sua estratégia de precificação? 05 de Agosto 2016, 11h36
» Quem são os gestores do pequeno varejo? 01 de Julho 2016, 17h58
» De quem é a responsabilidade do GC? 02 de Junho 2016, 10h19
» Pausa para recuperar o fôlego? 04 de Maio 2016, 10h39
» Freada brusca nas vendas de bens de consumo em 2015 07 de Abril 2016, 11h56

Ver mais »
02 Comentários Comentar

Envie seu comentário


Nome:


E-mail:


Mensagem:


AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de nosso portal. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ABRAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

3OV7AJZYNL

postado:
16 de Fevereiro 2017, 00h50
Meat and calculators do go together! I always use a calculator when I’m cooking a roast, to work out the cooking times. Of course, th;&a#8217ts raw meat, not something like ham.

postado:
25 de Janeiro 2017, 08h12
asd