(318)
Última edição
Última Edição
Matéria de Capa
Ponto de Vista
Destaque
Internacional
 
Você está em:

SuperHiper

Trabalho em conjunto dribla adversidades 21/10/2016 11:53:44

Ranking de redes

 

O 16º Estudo Redes e Associações de Negócios traz um panorama da atividade que amadurece no País e se mostra como alternativa Sustentável

 

O associativismo no setor supermercadista brasileiro segue em ascensão. Cada vez mais, as empresas que operam com este modelo de gestão buscam a profissionalização e recursos para superarem a concorrência, conforme mostra o 16o Ranking de Redes e Associações de Negócios da Abras.

 

Em um período com muitas dificuldades e incertezas para a maior parte dos setores da sociedade, a alternativa se mostra ainda mais atraente. Até porque, como será verificado nas próximas páginas, as redes estão obtendo mais avanços em negociações com grandes fornecedores, estão cada vez mais padronizadas e buscam novas alternativas para driblar problemas do dia a dia, ampliando sua representatividade e potencial para os negócios.

 

Neste estudo realizado pelo departamento de Economia e Pesquisa da Abras há o mapeamento da atividade. E ao apresentar os números gerais do associativismo, há a confirmação de sua força. Em 2015, o ano avaliado na pesquisa, as vendas brutas das redes somaram R$ 33,84 bilhões. Este montante representa variação nominal de 8,38% sobre os R$ 31,22 bilhões registrados no ano anterior. E uma das principais constatações, como será visto a seguir no Ranking de Redes, é a de que a maior parte das redes passa por alinhamento no perfil dos participantes e reestruturações.

 

Neste ano, por exemplo, houve leve redução de número de lojas, de 3.816 unidades passou para 3.797, uma queda de 0,5%. No entanto, algumas passaram por ampliações e lojas com portes maiores entraram nas redes. Ou seja, em área de venda o crescimento foi de 1,3%. Juntas, as redes somavam 2,33 milhões de m2 e passaram para 2,36m2 e em número de check-outs ampliaram ainda mais, de 18.699 foram para 19.620, alta de 4,9%.

 

 

Leia a matéria na íntegra na edição de outubro da revista SuperHiper.

 

 



 

Últimas

» Depois da tempestade... 03 de Abril 2017, 09h46
» Sinergia e criatividade para adoçar as vendas da Páscoa 2017 21 de Fevereiro 2017, 16h33
» Um jantar com muita história para contar 27 de Dezembro 2016, 15h59
» Ao cliente, com carinho e exclusividade 23 de Novembro 2016, 15h15
» Trabalho em conjunto dribla adversidades 21 de Outubro 2016, 11h53
» A prevenção de perdas traduzida em ganhos 28 de Setembro 2016, 14h53
» Um novo varejo para um novo consumidor 01 de Setembro 2016, 14h53
» Qual é a sua estratégia de precificação? 05 de Agosto 2016, 11h36
» Quem são os gestores do pequeno varejo? 01 de Julho 2016, 17h58
» De quem é a responsabilidade do GC? 02 de Junho 2016, 10h19

Ver mais »
01 Comentários Comentar

Envie seu comentário


Nome:


E-mail:


Mensagem:


AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de nosso portal. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ABRAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

T63NN98A

postado:
16 de Novembro 2016, 02h42
Superior thinking detrmsnoated above. Thanks!