(241)
Entidade
Apresentação
Diretoria Executiva
Conselho Consultivo
Conselho Fiscal
Palavra do Presidente
Agenda Abras
 
Você está em:

Abras

Desafios e oportunidades


Estamos chegando ao final do primeiro semestre e, mesmo com muitas incertezas em relação ao cenário político e econômico do Brasil, tivemos algumas boas notícias: a economia cresceu 1% no primeiro trimestre e o mercado financeiro reduziu a projeção da inflação para 3,64%, de acordo com o Boletim Focus do Banco Central (até o fechamento desta edição).


O Comitê de Política Monetária (Copom) voltou a cortar a Selic em 1ponto percentual (p.p.), que, agora, está em 10,25% ao ano. Analistas ouvidos pelo BC mantiveram a previsão de que a taxa básica de juros chegará ao final do ano em 8,5%. 

No quadrimestre (janeiro a abril), o setor supermercadista apresentou leve sinal de crescimento, as vendas acumularam alta de 0,5%, de acordo com o Índice Nacional de Vendas Abras.


Os empresários de supermercados têm trabalhado muito para manter o setor aquecido e não perder o otimismo. Mas, mesmo com alguns resultados positivos, sabemos que ainda é cedo para comemorar. O índice de desemprego continua alto e atinge 14 milhões de pessoas no Brasil, o que impacta diretamente na renda da população, influenciando no poder de compra.


Já estamos no final de junho e é hora de revermos o que deu errado no primeiro semestre, para começarmos a traçar novas metas para os próximos meses. Ainda temos mais de 180 dias pela frente e é preciso focar no que podemos oferecer para melhorar a experiência de compra dos nossos clientes em nossas lojas.


Grandes datas ainda estão por vir, como o Natal e o ano novo, e há muito trabalho pela frente. Novas parcerias com a indústria e com fornecedores podem ser feitas para tornar nosso setor mais atrativo para os consumidores. A crise pode não ter ficado para trás, como gostaríamos, mas devemos encarar os desafios como uma oportunidade de aprendizado e de crescimento.


As empresas mais criativas são aquelas que conseguem permanecer e se fortalecer em ambientes desafiadores. Estamos atentos e trabalhando prontamente pelo nosso setor. A Abras está atuante, por meio da participação da União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs) e da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Comércio, Serviços e Empreendedorismo (Frente CSE) para manter o fortalecimento e a representatividade dos supermercados frente aos órgãos governamentais.


O Brasil ainda está longe de se tornar o país ideal, mas estamos evoluindo, e todos os últimos acontecimentos, sejam eles bons ou ruins, fazem parte dessa evolução. Sabemos que há muito a ser feito. É preciso reduzir o tamanho da máquina pública, as altas taxas de juros e impostos, que ainda impedem muitos empresários de crescer; também é preciso dar andamento às reformas estruturais (trabalhista, previdenciária, tributária e política), acabar com a corrupção em todos os setores, entre muitas outras ações. 


O processo é longo, mas já estamos no caminho. Um novo semestre está se iniciando e, junto, novas esperanças e objetivos. Essa fase difícil da economia vai passar e, se aproveitarmos as oportunidades que existem, mesmo em momentos complicados como o que estamos vivendo, conseguiremos colher bons frutos e grandes lições, e tudo não terá sido em vão.

 

 

João Sanzovo Neto

Presidente da ABRAS

 

Atualizado em Junho de 2017